Cultura

Segundo a Unesco, a diversidade cultural, produto de milhares de anos de história e fruto da contribuição coletiva de todos os povos, é o principal patrimônio da humanidade. As civilizações e suas culturas também resultam da localização geográfica e das condições de vida que cada uma oferece, o que se traduz na riqueza e diversidade de formas de viver e sobreviver da espécie humana.

A cultura representa as formas de organização de um povo, seus costumes e tradições, que são transmitidos de geração a geração, como uma memória coletiva, formando sua identidade e, muitas vezes, mantendo-a intacta, apesar das mudanças pelas quais o mundo passa.

A identidade cultural é uma das mais importantes riquezas de um povo, pois representa um conjunto vivo de relações sociais e patrimônios simbólicos, historicamente compartilhados, que estabelece a comunhão de determinados valores entre os membros de uma sociedade. Trata-se de um conceito de tamanha complexidade, que pode ser manifestado de várias formas e envolver situações que vão desde a fala até a participação em certos eventos.

A diversidade cultural é um dos pilares da identidade brasileira e fator de sustentabilidade do desenvolvimento do País. O maior desafio nesta área é enfrentar a pressão que o desenvolvimento exerce sobre as estruturas tradicionais – sejam físicas, como sítios arqueológicos ou patrimônios históricos, sejam imateriais, como conhecimentos e práticas das populações.

 

Diagnóstico

Casa de Cultura
Foto: Beto Paes Leme

Em Maricá são desenvolvidos vários projetos culturais promovidos pelos governos estadual e municipal, com o patrocínio de empresas privadas, e por ONGs. Dentre eles destacam-se As Tapeceiras do Espraiado; Arte e Cultura para Todos; Percursos Culturais; Centro de Cultura e Artes; Ponto de Cultura do GAM6; Ponto de Leitura; Praça das Artes; Companhia das Máscaras; Coral Maricanto e Portal da Música.

O Aquário Cultural, no Mercado do Produtor, oferece gastronomia, artesanato e apresentações de música e dança. Existem ainda atividades como o Movimento Periférico (encontro musical de artistas locais) e Caminhão de Cinema, em parceria com o Sesc; a Roda Cultural de Maricá, que promove eventos com samba de raiz, capoeira, e exposições de artistas plásticos,e fotógrafos e os projetos Curta nos Bares e Maricá Vai Dar Samba. A Casa de Cultura de Maricá também realiza eventos e oficinas culturais, oferecendo o prêmio Maricá das Artes a artistas e instituições culturais do município

O Carnaval de Maricá é animado por diversos blocos carnavalescos e escolas de samba. As principais festas religiosas são a de São Jorge e a de Nossa Senhora do Amparo, padroeira de Maricá.

Em Maricá, há grupos e associações culturais, como o Grupo de Artistas de Maricá (GAM); a Associação Cultural Costa do Sol; as Tapeceiras do Espraiado; a Associação Casa do Artesão de Maricá; a Academia de Ciências e Letras de Maricá.

Para desenvolver ações e políticas culturais, o município mantém parcerias com grupos locais e empresas, como o Instituto Embratel e o Banco do Brasil. No âmbito dos governos estadual e federal, o projeto Pontos de Cultura visa potencializar iniciativas e projetos culturais desenvolvidos por comunidades, grupos e redes de colaboração. Em 2010, teve três dos projetos entre os foram selecionados no estado : Arte e Cultura para Todos (Cia. Vida de Teatro e Dança); Percursos Culturais (Canteiros de Obras – Centro de Cultura); e Artes e Ponto de Cultura do GAM (Grupo de Artistas de Maricá).

Destacam-se no patrimônio histórico do município a Igreja Matriz Nossa Senhora do Amparo, a Fazenda do Bananal e a Casa de Cultura (bens tombados pelo Inepac), as fazendas do Pilar e de Itaocara, entre outras.

Ainda assim, o grupo entende que faltam atividades de lazer, artes e cultura. Existe também a necessidade de levantamento e valorização das manifestações e expressões culturais da região.

Propostas

Diretrizes para a cultura

Prioridade: Alta

Articulação

  • 1. Articular junto aos atores locais a promoção da cultura do município.

Capacitação

  • 2. Capacitar os agentes culturais.

Projetos

  • 3. Elaborar projetos de captação de recursos para projetos culturais.
  • 4. Implantar programas de artes nas escolas (música, artes visuais e artes cênicas).

Comunicação

  • 5. Desenvolver campanhas culturais direcionadas a crianças e adolescentes.
  • 6. Desenvolver um plano de comunicação voltado à divulgação de um calendário de atividades das manifestações e expressões culturais da região.

Planejamento

  • 7. Recadastrar os artistas locais.
  • 8. Promover o resgate da cultura local por meio da divulgação das manifestações e expressões da cultura local.
  • 9. Implantar bibliotecas comunitárias e salas de leitura assistidas por orientadores.
  • 10. Estimular visitas orientadas às localidades com potencial preservação do patrimônio histórico, artístico e cultural da região.
  • 11. Criar espaços culturais com salas de cinema, teatro, shows e espaços permanentes para exposições.


Notícias relacionadas

Mil vagas para cursos gratuitos a distância sobre água

Capacitações visam a estimular e conservar o uso sustentável da água. Inscrições vão até 20/7

Inscrições abertas para cursos do projeto Água

São 630 vagas para seis capacitações a distancia em português e espanhol. Inscrições vão até 6 de junho

Conheça os cursos oferecidos pelo Tribunal de Contas do Estado

Serão oferecidos mais de dez cursos em Niterói voltados para a administração pública municipal  

Capacitação sobre Agenda 21 reúne visitantes em Maricá

Participantes puderam esclarecer dúvidas e conhecer melhor os objetivos da Agenda 21

Participe da capacitação em Agenda 21

Fórum da Agenda 21 de Maricá promoverá palestra sobre o tema no dia 25/3  

Fórum da Agenda 21 de Maricá faz convite para Capacitação

A oficina acontece hoje, dia 11/12, e tem como o tema “O que é Agenda 21?”  

Saúde em primeiro lugar

Grupo Fleury seleciona 12 ONGs para receberem capacitação na área da saúde

Agenda 21 Local é importante fonte para Planos Plurianuais

Fóruns participam de oficina de capacitação para auxiliar Prefeituras na elaboração do PPA  

1,2 milhões para preservar a cultura quilombola

Capacitação, educação ambiental e fortalecimento institucional são os objetivos do edital lançado pela SEPPIR